Comunicações Orais

COMUNICAÇÕES ORAIS

As comunicações orais foram organizadas por eixos temáticos para facilitar a navegação dos participantes (consideramos os títulos e resumos informados pelos autores). Navegue pelos títulos de cada Eixo temático para ler os resumos e assistir as apresentações relacionadas.

INSTRUMENTOS DE BANDA 

Iniciación a la Libre Improvisación: Un estudio de caso con una Orquesta de Saxofones

Miguel Clemente Rubio 

DM/IA/ELM-CIDDIC/UNICAMP

Manuel Falleiros

ELM/CIDDIC/COCEN/UNICAMP

José Fornari

NICS/CIDDIC/COCEN/UNICAMP

Resumen: El presente artículo utiliza la práctica musical de la Libre Improvisación (FI) como práctica pedagógica. Este estudio parte como un estudio de caso en el que se abordó a lo largo de 4 sesiones en los alumnos de la Orquesta de saxofones de la ELM-CIDDIC1. La metodología usa fue investigación acción y los datos recogidos a través de cuestionarios que los alumnos rellenaron al término de 3 sesiones. Los resultados apuntaron mejoras en la calidad musical del grupo, mayores posibilidades del instrumento, así como una mayor cohesión y sociabilidad debido al uso de estas prácticas pedagógicas.

Banda de Música e Repertório: Refração e Reelaboração

Fernando Vieira da Cruz

Universidade Estadual de Campinas

Rafael Cardoso

Universidade Estadual de Campinas

Resumo: Este trabalho discute o papel do repertório das bandas de música no cotidiano artístico e pedagógico dos grupos. Para tanto, apresentamos nossas percepções de como determinados gêneros musicais vêm sendo incorporados aos repertórios dos grupos desde o fim do século XVIII. Além da apropriação, nos atentamos para o modo como as bandas de música “pronunciam” tais gêneros musicais.  Esta forma própria de performance se mostra ligada ao modo como a música é significada neste espaço artístico e, por isso, é discutida como uma possibilidade de potencializar o ensino de música nas bandas. 

“Método” para ensino coletivo de instrumentos de sopro

Leonardo Ramos dos Santos

UFSCar

Fred Siqueira Cavalcante

UFSCar

Resumo: O presente trabalho é um projeto de iniciação científica, em que se teve como objetivos produzir e analisar a eficiência pedagógica de um material didático que possa ser utilizado para o ensino coletivo de instrumentos de sopro e tem como eixo central da elaboração desse material o método TECLA de Keith Swanwick, em que se propôs a adaptação dessa metodologia de ensino para o ensino coletivo de instrumentos de sopro. 

A observação participante como método para pesquisa de campo em ensino coletivo de instrumentos musicais

Cindy Helenka Alves 

UFRJ

Fernando Vago Santana

UFJF

Resumo: Este trabalho investiga a viabilidade do método de observação participante em pesquisas sobre ensino coletivo de instrumentos musicais. Integra pesquisa que estuda ensaios de uma banda iniciante de sopros, com intervenção da pesquisadora visando compreender os processos de ensino-aprendizagem dos ensaios-aula tanto de uma perspectiva externa quanto interna. A revisão de literatura sobre o método da observação participante demonstrou a aplicabilidade deste método para desenvolver a pesquisa de campo em ensino coletivo de instrumentos musicais.  

Inserir para (re)construir-se: visitando as aulas de percussão no Projeto Guri-Polo Regional de Preto/SP

Ilza Zenker Leme Joly

UFSCAR

Milena Cristina Izaias

UFSCAR

Resumo: Considerando que a educação ocorre em vários locais e que os indivíduos, ao se relacionarem entre si, educam-se em reciprocidade, temos como objetivo identificar e compreender os processos educativos decorrentes da prática musical coletiva, refletindo sobre sua importância para a formação social do aluno. A metodologia usada foi à observação participante e a ferramenta utilizada para a coleta dos dados foi o diário de campo. O trabalho mostrou que há processos educativos de natureza musical e cultural e humano, oriundos das relações existentes e que podem ser analisadas em outros grupos sociais.

Ensino coletivo de música: no sopro da flauta doce

Analice Marques Braga de Oliveira

UFBA

Resumo: Este relato de experiência se propõe a apresentar uma proposta teórico-prática identificando as contribuições do ensino de música, desenvolvido no componente curricular Artes, através do ensino coletivo de um instrumento musical: a flauta doce, no processo de ensino e aprendizagem de jovens no período escolar matutino no Ensino Médio. A experiência que visou também a democratização do ensino de música se fundamentou em considerações de alguns autores da área, e tem apresentado resultados bastante satisfatórios.

INSTRUMENTOS DE CORDAS DE ARCO

Estudo sobre o projeto político pedagógico e o guia didático do Projeto Guri para cordas friccionadas

Daniele Salina Gonçalves Gomes 

Unicamp

Adriana do Nascimento Araújo Mendes

Unicamp

Resumo: O presente trabalho é uma pesquisa documental sobre o projeto político pedagógico e o guia didático do Projeto Guri. O Guia Didático Para Cordas Friccionadas – Guia do Educador, é baseado nos parâmetros e propósitos especificados no projeto político pedagógico de 2015/2016. Além do estudo dos documentos citados, nos baseamos nos trabalhos de Cruvinel (2008), Tourinho (2017), Hikiji (2006), Ying (2007) para a fundamentação teórica. Este trabalho de conclusão de curso pretende contribuir para as pesquisas sobre ensino coletivo de cordas em projetos sociais.

PIANO COLETIVO

Aprendizagem e prática pianística: desenvolvimento de habilidades musicais

Joel Jefferson Ribeiro 

UNASP 

Profa. Dr. Ellen de Albuquerque BogerStencel

UNASP 

Resumo: A presente pesquisa originou-se a partir das inquietações em relação ao aprendizado do piano. O objetivo geral é identificar os aspectos significativos do ensino de piano, para observar a otimização de processos do aluno nesta trajetória. Os específicos são: entender a importância de formas de ensinar música em sua iniciação; diferenciar conceitos de formal e informal; pontuar diferentes abordagens.

Aprendizado em pares: análise de um episódio interativo na aula de Piano em Grupo

Bianca Viana Monteiro da Silva

USP

Resumo: Este trabalho apresenta a análise de um episódio interativo em uma aula de Piano em Grupo para crianças, com a finalidade de identificar os processos de aprendizagem nas interações sociais. Foi considerada a singularidade de cada sujeito participante, o modo com que aprenderam e os modos de funcionamento cultural, que definem o que é e como acontecem os atos de aprender. Para além do registro e descrição dos dados, o enfoque envolveu, também, o compromisso com a interpretação teórica, metodológica e intersubjetiva dos dados registrados e reconstruídos na pesquisa, sob uma abordagem histórico-cultural.

VIOLÃO COLETIVO

Livro de violão do Projeto Guri: Propostas para a promoção da educação musical através do ensino coletivo de violão numa perspectiva pedagógica contemporânea

Vandersom Ricardo da Cruz

Projeto Guri

Resumo: Acreditando na urgência de romper com a hegemonia das práticas tradicionalistas que subjulgam o aprendizado musical a aquisição de um conjunto de técnicas e saberes voltados à execução musical mecânica, o presente trabalho apresentará os fundamentos que subsidiaram a elaboração do livro didático de violão do Projeto Guri, que foi elaborado numa perspectiva pedagógica que insere o aluno com centralidade do processo, respeitado em sua subjetividade, estimulado a ampliar seu domínio de saberes, habilidades e competências garantindo-lhe a participação ativa, crítica, criativa e reflexiva, bem como a descrição crítica de atividades que foram elaboradas com vistas à promoção de tais objetivos.

Implantação das novas diretrizes da extensão universitária no curso de Licenciatura em Música da UERN: um relato de experiência no Curso Livre de Violão

Thrycia Viviane Gadelha Macena Oliveira

 (UERN)

Renan Colombo Simões

(UERN)

Resumo: Este trabalho objetiva relatar a experiência de implementação das novas diretrizes da extensão universitária no Curso Livre de Violão, projeto de extensão do curso de Licenciatura em Música da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), em Mossoró (RN). O trabalho é fundamentado em Martins et al (2015), Paula (2013), Rodrigues et al (2013), Nogueira (2013) e nas legislações vigentes. 

O ensino coletivo de violão no Curso Livre de Violão da UERN: um relato de experiência

João Pedro Bezerra da Silva

Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)

Renan Colombo Simões

Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)

Resumo: Este trabalho busca descrever nossa experiência no projeto de extensão Curso Livre de Violão da UERN (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte), entre os semestres 2018.1 e 2018.2. Para isso, planejamos e realizamos aulas que proporcionaram a formação musical básica dos alunos e a ampliação de seus repertórios, por meio do ensino coletivo de violão. A metodologia utilizada foi a pesquisa-ação, caracterizada pelo papel ativo do pesquisador na realidade analisada. Foram empregadas diferentes técnicas para a coleta de dados, como registros em vídeo, foto e áudio. Os princípios que norteiam nossa pesquisa estão baseados em diferentes referenciais teóricos, a partir de autores que (1) trabalham com o Ensino Coletivo de Instrumentos Musicais (ECIM), que (2) abordam o ensino e a prática de cordas dedilhadas, e que (3) apresentam princípios metodológicos defendidos por alguns educadores musicais, tais como: Dalcroze, Kodály, Orff, Gainza e Willems. Os resultados da pesquisa revelaram que a proposta metodológica desenvolvida contemplou tanto aspectos relacionados à formação musical técnica quanto à formação artística e cultural dos alunos envolvidos no projeto.

Apreciação e aprendizagem musical de idosos através do violão na era digital: um estudo sobre esta experiência e seus desdobramentos no programa UniversIDADE da Unicamp

Gustavo Ramos Ferraz 

Unicamp

Resumo: Este trabalho estuda o desenvolvimento musical de idosos nas oficinas “Violão – apreciação e aula” ministradas pelo pesquisador principal, semestralmente, no UniversIDADE: um programa para a longevidade, da UNICAMP; e avaliar os resultados decorrentes deste tipo de atividade, a saber: prática coletiva de ensino de violão, tendo como suporte tecnologias digitais. Além de refletir sobre as práticas que já vem sendo adotadas nestas oficinas, abordaremos também o escopo que vem sendo formado para iniciar a pesquisa de mestrado sobre este tema em 2020.

Estratégias de ensino coletivo de violão em um projeto social, com base na pedagogia dalcrozeana.

Natália Búrigo Severino

UFScar

Adriana Gasparetto Martelli

UFSCar

Resumo: O presente artigo visa abordar a metodologia do educador musical Émile Jaques-Dalcroze como estratégia de ensino em aulas coletivas de violão, tendo como material musical norteador a peça Dona Maria (Região de Sobradinho – BA). É uma pesquisa-ação, cuja pesquisa in loco foi estruturada em um planejamento de oito aulas, em que foram realizadas atividades musicais e corporais, cujo objetivo é a compreensão do discurso musical e apresentar a importância do corpo no processo ensino-aprendizagem, buscando o aprendizado ativo e global do indivíduo. Através dos resultados apresentados, pudemos constatar uma assimilação efetiva dos conceitos musicais aprendidos nas vivências musicais, na composição coletiva de um arranjo e na performance.

CORPO e VOZ 

Ambiente virtual de aprendizagem e a proposta de um espaço de ensino coletivo no canto coral  

Sandra Regina Cielavin

UNICAMP 

Resumo: A pesquisa em andamento tem por objetivo criar as especificações de um Ambiente Virtual de Aprendizagem que contribua com a formação e a formação continuada de regentes corais e com os aspectos de aprendizagem musical de coros no campo da Educação Musical. O referencial teórico é o modelo do Conhecimento Tecnológico Pedagógico e de Conteúdo (TPACK) e os procedimentos consistem em revisão de literatura e de um estudo misto de abordagens qualitativas e quantitativas. Pretende-se fazer um levantamento (survey) a partir de entrevistas com 10 regentes profissionais e da aplicação de questionários com o intuito de investigar adultos que façam parte de coros. 

Música no novo ensino médio: as relações entre espaço escolar e um grupo auto-organizado

TauiniMauê Santos Rosa 

UFMG

Resumo: Este artigo consiste em discutir os processos de aprendizagem musical que acontecem durante a interação entre membros de um grupo vocal auto-organizado em uma escola pública de tempo integral no município de Belo Horizonte. A pesquisa foi desenvolvida a partir de uma abordagem etnográfica, sob uma observação participante de ensaios do grupo, na qual procurei dialogar com os autores Almeida, André, Arroyo, Kraemer e Green. Este trabalho é um recorte da minha pesquisa de mestrado, portanto, ainda se encontra em andamento.

Canto coral como ferramenta de musicalização para adultos: um relato de experiência na Casa da Cultura de Itupeva/SP

Juliana Freires Oliveira Silva 

Unicamp

Resumo: Este trabalho tem por objetivo relatar a implementação da prática do canto coral no município de Itupeva na modalidade adulto, bem como estudar seus avanços ao longo dos meses sob olhar da educação musical. Para atingir tais objetivos serão analisados os registros manuscritos, audiovisuais e observações feitos por esta autora, que também é a professora regente, e os depoimentos colhidos dos próprios alunos, participantes ativos da ação. 

Música, corpo e ludicidade: reflexões a partir da realização de brincadeiras cantadas no intervalo escolar

Vinicius Scovini Silva

UFSCar

Thais dos Guimarães Alvim Nunes

UFSCar

Adelcio Camilo Machado

UFSCar

Resumo: O presente trabalho apresenta reflexões sobre atividades promovidas pela equipe do PIBID-Música na EMEB Carmine Botta da cidade de São Carlos, SP, que tiveram o objetivo de realizar brincadeiras cantadas com estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental desta instituição durante seus intervalos. As intervenções foram amparadas em publicações das áreas da Educação e da Educação Musical que realizam levantamento de brincadeiras cantadas e discutem sobre a multiplicidade de aspectos educacionais e cognitivos que envolvem sua realização. Os resultados apontam para a viabilidade da realização de brincadeiras cantadas durante os intervalos e trazem reflexões sobre questões metodológicas para sua implementação.

EDUCAÇÃO MUSICAL E FORMAÇÕES DIVERSAS 

Atividades rítmicas desenvolvidas pelo projeto PIBID na EMEF Elisa Franco de Oliveira

Darlanne Santos Pereira

UNASP

Ellen Dias Braun Soares

UNASP

Mônica Nunes Ketle

UNASP

Resumo: A musicalidade de uma criança pode ser desenvolvida desde a tenra idade, e ela possui capacidades para perceber e recordar ritmos. Por meio deste relato, iremos apresentar a música como um veículo de aprendizagem para crianças que não têm oportunidade fora do contexto escolar. Nosso objetivo foi contribuir com o desenvolvimento silábico e a psicomotricidade através de atividades rítmicas. Observamos que os estudos e as práticas em sala de aula apontam para atividades relacionadas de música e movimento e apresentam eficiência nos resultados apresentados pelos alunos.

Relato de observações ativas realizadas em grupos de ensino de flauta doce através do Método Suzuki

Gabrielle Alvarenga

UFSCar

IlzaZenkerLeme Joly

UFSCar

Resumo: Este trabalho busca relatar a observação realizada, durante dois anos, em grupos de ensino de flauta doce através do Método Suzuki. A metodologia utilizada foi a de observação participante e pode-se notar que muitos dos aspectos ressaltados pela Filosofia Suzuki – em que o Método se baseia-, estiveram presentes em tais aulas e no comportamento dos alunos, por exemplo, na técnica do instrumento e na formação global do ser. 

O regente de grupos instrumentais enquanto educador musical no ambiente escolar básico

Rodrigo Padovan Grassmann Ferreira

AMuSC

Resumo: Neste artigo me proponho a apresentar propostas teóricas e práticas, de ordem pedagógica, com o objetivo de estimular a formação de grupos instrumentais em escolas de educação básica, ou a manutenção de grupos já existentes, através da existência da figura de liderança de um professor de música que atuará como regente do grupo musical. Focando especialmente em trabalhos que tenham como objetivo principal o fazer musical, como apontado pelo educador H. J. Koellreutter (1915-2005), e uma visão educativa do processo de direção musical de um grupo de música instrumental.

A afetividade na relação entre a mãe e o bebê e o desenvolvimento musical no primeiro ano de vida

Fernanda Peres Gilberti

Unicamp

Silvia Cordeiro Nassif

Unicamp

Resumo: Este trabalho é um recorte da pesquisa de doutorado em andamento sobre a influência da afetividade da relação afetiva entre a mãe e o bebê no desenvolvimento musical no primeiro ano de vida do bebê. Com base na perspectiva teórica da psicologia histórico-cultural pretendemos refletir sobre o afeto no aprendizado e o conceito de perejivanie, ou vivência, nos primeiros contatos musicais do bebê. A pesquisa envolverá a execução de uma roda de música com mães e bebês fornecendo dados para a discussão sobre a afetividade como possibilidade constitutiva de uma forma singular e privilegiada de entrada da música na vida do bebê, além da valorização e o resgate da atividade musical enquanto atividade humana e parte do desenvolvimento do ser humano.

Ensino coletivo de Cordas e Clarineta na comunidade de Santo Antônio do Leverger/MT: um relato de experiência

Keroll Elisabeth Weidner

UNICAMP

Vinícius de Sousa Fraga 

UNICAMP

Resumo: O presente trabalho relata a experiência dos autores no ensino coletivo de cordas e clarineta na comunidade de Santo Antônio de Leverger-MT durante os anos de 2014 e 2015. A partir da parceria entre o Departamento de Artes da Universidade do Estado de Mato Grosso (UFMT) e a Associação Arte Cidadã daquela cidade, propôs-se a estruturação de um projeto de extensão para o ensino de instrumentos musicais com crianças e adolescentes integrantes dos corais já existentes na Associação. O relato descreve brevemente como se deu a estrutura das aulas de instrumentos, objetivos propostos e alcançados com o projeto e alguns desafios enfrentados pelos autores neste período.

Howto use Basics: uma introdução a utilização dos exercícios contidos na obra de Simon Fischer

Emerson de Biaggi 

Universidade Estadual de Campinas

ThaynáBonacorsi

Universidade Estadual de Campinas

Resumo: A transmissão de conhecimentos musicais sofreu grande transformação após a Revolução Francesa, substituindo a relação Mestre/Aprendiz pelo ensino conservatorial com métodos. Nessa vertente, Simon Fischer publica Basics (1997) com o intuito de unir a teoria com a prática. No presente artigo, discutimos a estrutura da obra e sua organização, características e preceitos defendidos por Fischer e introduzimos uma nova forma de organizar os trezentos exercícios.

Helena Meirelles, visibilidade, gênero e educação musical

Hugo Romano Mariano

Universidade Estadual de Campinas – Unicamp

Jorge Luiz Schroeder

Universidade Estadual de Campinas – Unicamp

Resumo: Amalgamando educação musical e estudos de gênero, analisamos parte da trajetória musical e da vida da violeira, cantora e compositora Helena Meirelles (1924-2005). Nisto, constituímos visibilidade a esta personalidade, assim como descrevemos e explicamos como a formação musical dela constitui modos generificados nas relações de ensino-aprendizagem musical. Foram analisados os materiais disponíveis nas redes digitais e os trabalhos acadêmicos que versam sobre esta artista, isto no intuito de situar nossas reflexões.

Jogos de improvisação como estratégia pedagógica no ensino coletivo de instrumentos musicais

Nathan Tejada de Podestá

USP

Simone Marques Braga

UEFS

Lais de Souza Silva

UEFS

Resumo: Este trabalho apresenta um relato de experiência que tem como objetivo apresentar cinco jogos de improvisação musical aplicados em dois contextos de ensino, relacionados a aulas de instrumento em grupo e aulas experimentais de práticas criativas. Baseado em diversos autores (DELALANDE, 1984; FONTERRADA, 2015; HUIZINGA, 1966; SWANWICK, 2011), nota-se, como um dos resultados da aplicação, o desenvolvimento discente de variadas habilidades influenciado por um processo de ensino e aprendizado instrumental facilitado.  

Jogos e brincadeiras musicais no ensino fundamental I: um levantamento de possibilidades pedagógicas

Patrícia Degasperi

UFSCar

MarianaBarbosaAment

UFSCar

Resumo: O objetivo desse estudo foi contribuir para que a música nas escolas, através de jogos e brincadeiras, seja vista de maneira significativa e importante para o crescimento do aluno. Através de análise de textos, foi feito um estudo sobre educadores musicais e posteriormente um levantamento de jogos e brincadeiras musicais, suas características e habilidades. Considerando o estudo realizado, acredita-se que esse tipo de atividade contribui para a valorização da música em sala de aula, de modo que há um reconhecimento da educação musical como parte da educação escolar das crianças, construindo, através dela, indivíduos mais humanos, criativos e felizes.

Reciclagem da sonoridade musical: um estudo sobre a ressignificaçãosinestésica do timbre de instrumentos musicais feitos com material reciclável

Paulo Salmaci
José Fornari (Tuti)
NICS / UNICAMP

Resumo: Este trabalho trata dos timbres de instrumentos musicais feitos com materiais recicláveis, sob a perspectiva da percepção e cognição musical. A motivação desta investigação vem da grande utilização de tais materiais para atividades lúdico-didáticas, como é o caso da educação musical e conscientização ambiental. Serão aqui apresentados trabalhos referentes a aspectos sinestésicos musicais. Com os argumentos levantados pretende-se demonstrar o potencial sonoro resultante da luteria com materiais de descarte, para o ensino da música e suas transversalidades.

 

A experiência comunitária na formação do indivíduo: reflexões sobre as aulas coletivas de bateria no curso de Música Popular da Universidade Estadual de Campinas

Leandro Barsalini

Universidade Estadual de Campinas

Resumo: O artigo traz um relato sobre o processo de configuração das aulas coletivas de instrumento bateria no bacharelado em Música Popular da Unicamp, destacando aspectos metodológicos empregados pelo docente responsável, evidenciando os benefícios que essas atividades coletivas proporcionam à formação musical de cada indivíduo.

A importância da apreciação musical no ensino do choro: um estudo baseado no conceito de dialogia

Antônio Fernando V. Souza

Unicamp

Resumo: Este trabalho pretende contribuir para o entendimento do papel da apreciação musical no ensino do choro com base em uma discussão teórica do assunto e apresentação dos resultados preliminares de uma pesquisa empírica em andamento. O referencial teórico escolhido é baseado no pensamento do Círculo de Bakhtin e na apropriação da noção de dialogia para pensar a função da escuta ativa no ensino musical. A pesquisa em curso investiga o uso de estratégias de apreciação no “Curso de Choro” no Conservatório de Tatuí.

A experiência do ensino coletivo na Catedral das Assembleias de Deus em Volta Redonda/RJ (CADEVRE)

Márlon Souza Vieira

UBM

Resumo: Esta comunicação considera um relato de experiência vivenciado na Catedral das Assembleias de Deus em Volta Redonda/RJ – CADEVRE. Observamos que a instituição se destaca por ser um espaço com tradição histórica para o aprendizado musical por meio do ensino coletivo de música na região sul do estado do Rio de Janeiro. Opera na formação musical de crianças, jovens e adultos estimulando o fazer musical e, apesar de apresentar-se em um contexto não-formal, conduz muitos alunos a se especializarem em escolas regulares nos cursos de licenciatura e bacharelado em Música. Nesse sentido, a CADEVRE se distingue e a investigação desse processo se faz relevante e expressiva.

Projeto Primeira Nota: um relato de experiência nas propostas de extensão universitária

ThaynáBonacorsi

Unicamp 

Resumo: O presente trabalho discute o ensino coletivo de instrumentos musicais dentro de uma das propostas de extensão universitárias do Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas – IA/Unicamp – o Projeto Primeira Nota. Através de um relato de experiência, são retratadas experiências com o ensino coletivo e resultados esperados/obtidos.

Música em movimento: potenciais das brincadeiras tradicionais brasileiras na educação infantil

Débora Schützer Lasso dos Santos

UFSCar

JuceleniPapeschi Sampaio

UFSCar

Mariana Barbosa Ament

UFSCar

Viviane Aparecida Peruzzi

UFSCar

Resumo: O presente trabalho consiste em um recorte de pesquisa de conclusão de curso de Especialização “Música em Movimento: Propostas para a Educação Escolar” e tem como objetivo reforçar a importância do brincar e da educação musical no cotidiano escolar. Considerando a metodologia de revisão bibliográfica, as autoras apresentam a brincadeira como potencial na educação infantil refletindo sobre o gesto, o movimento, o canto, a dança, a literatura, o faz-de-conta e o desenvolvimento integral das crianças. 

GRUPOS DE TRADIÇÕES REGIONAIS

Musicalização temática: Regiões do Brasil

LibnaRuama Candido

 UNASP, Engenheiro Coelho, Brasil

Susanna Medeiros Furtado Medeiros

 UNASP, Engenheiro Coelho,  Brasil

Ellen De Albuquerque BogerStencel

 UNASP, Engenheiro Coelho, Brasil

Resumo: A pesquisa foi elaborada na EMEF Elisa Franco e teve como objetivo descrever uma iniciativa de incluir os aspectos culturais brasileiros em aulas de música e apresentar quais foram os resultados conquistados. Foram salientados aspectos da nossa cultura e quais os costumes e povos que influenciaram o folclore que está presente em nossa sociedade e de que forma foram sendoinseridosem nosso país. 

Relato de experiência: oficina prática de Maracatu de Baque Virado em Santiago do Chile

Carlos Eduardo Sueitt Garanhão 

Resumo: O presente trabalho relata a experiência de uma oficina teórico-prática sobre Maracatu de Baque Virado, ministrada em Santiago do Chile no ano de 2019. Utilizando aspectos da tradição oral como base da metodologia de ensino e aprendizagem, sobretudo com enfoque na utilização do corpo e voz como recurso para compreensão das matrizes rítmicas do maracatu, o texto retrata os meios pelos quais o “oficineiro” organizou o conteúdo desenvolvido durante a oficina, até culminar na prática musical em grupo. 

Reflexões Sobre um Estágio na Capoeira Angola: Uma abordagem pedagógico didático musical

Clara Tomie YamasakiHeider Rodriguez

Unicamp

Resumo: Este Trabalho é um relato de meu projeto de estágio que foi realizado sob a orientação de Adriana Mendes do Instituto de Artes, e sob supervisão de Mestre Topete, da Escola de capoeira Angola Resistência. O trabalho foi realizado em espaço aberto da Unicamp, tendo como tema a musicalidade da Capoeira. Dentro de um território histórico e social conflituoso que está a Capoeira, busquei apresentar no meu trabalho algumas reflexões sobre ser um educador na Capoeira, e sobre como administrei o meu estágio no ano de 2019.

Reflexões sobre o planejamento de atividades ligadas à cultura indígena na Educação Básica 

Roberta Carvalho Pereira Campos 

UFSCar

Artur Guz Tinoco

UFSCar

Resumo: Este trabalho pretende apresentar reflexões decorrentes do planejamento de um conjunto de atividades interdisciplinares ligadas à temática da cultura indígena desenvolvidas junto a uma escola de Educação Básica no âmbito do PIBID, durante o primeiro semestre de 2019. As discussões se amparam em marcos legais, bem como em textos das áreas da Sociologia, Etnomusicologia e Educação, e também em escritos de representantes de etnias indígenas, articulando-os às experiências vivenciadas no processo de planejamento e pesquisa das atividades. Os resultados apontam para a relevância e os desafios de se abordar essa temática em sala de aula.

GAMES E SOFTWARES 

A sonologia do desenvolvimento de um audiogameacusmático e suas aplicações na pesquisa em música e linguagem

Leonardo J. Porto Passos

José E. Fornari Novo Jr.

Unicamp

Resumo: Apesar dos avanços dos jogos eletrônicos como forma de atividade lúdica e didática, são ainda raros aqueles desenvolvidos para a educação musical. Este trabalho propõe o desenvolvimento de um (AA) audiogameacusmático (cujas fontes sonoras não são visíveis) – ou seja, desprovido de imagens, vídeos ou textos – para dispositivos móveis e com entrada de dados por comandos de voz. Este AA será do gênero RPG (roleplaying game, ou jogo de interpretação de papéis), contará com o recurso de áudio dinâmico e irá gerar relatórios sobre as decisões tomadas pelo jogador para que seja possível mensurar e analisar seus comportamentos. Além de oferecer testes de percepção musical, este AA também irá promover a acessibilidade a deficientes visuais.

Utilizando o software livre Lilypond para a educação musical inclusiva do deficiente visual

Bianca Andreo

UNICAMP

Vilson Zattera

UNICAMP

José Fornari

UNICAMP

Resumo: Grande parte da produção acadêmica que trata da inclusão de alunos ou intérpretes com deficiência visual considera a musicografia braille como um fator indispensável na formação musical dos mesmos. No entanto, pouco estudam ou sequer comentam sobre as possibilidades de utilização de novas tecnologias em um contexto inclusivo. Este artigo trata da utilização do Lilypond, uma ferramenta computacional de edição de notação musical bastante conhecida e utilizada por estudantes e/ou músicos profissionais, devido à sua versatilidade e, neste contexto, sua acessibilidade aos deficientes visuais

Utilización de Pure Data y Musescore como herramientas para laeducación musical y desenvolvimientocreativo

Paula Fernanda AlfaroBarrales

UNICAMP

Adriana do Nascimento Araújo Mendes
UNICAMP

Resumen: El presente trabajo pretende reflexionar a respecto de lautilización de lasnuevasTecnologías de laInformación y Comunicaciónenlaeducación musical, y cómo estas pueden ampliar elconocimiento musical y favorecer eldesenvolvimientocreativo de losalumnos, fueronanalizadastresactividadescon uso de tecnologías. Estas actividadespueden ser utilizadas, por profesores, como complemento de sus clases de música, para trabajarcreatividad musical melódica y tener una primeraaproximación a laarmonía musical y conceptos musicales. Finalmente será presentado unejemplo de utilización de lasactividadespropuestas, realizada conalumnosdel “Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica – Ensino Médio” de laUniversidad Estadual de Campinas.